Desconfie de propostas tentadoras

Artigos e Ensaios 28 de fevereiro de 2008 Arthur Rollo 0

* Arthur Rollo

É comum a adoção, pelos fornecedores, de  técnicas de  marketing que passamao consumidor a idéia de que aquela oportunidade que está  na frente dele  éúnica, de que ele  é um sujeito de  sorte e de que dificilmente a sorte baterá naporta dele daquela forma outra vez.

Entretanto, o consumidor precisa se dar conta de que, na atual sociedadede consumo de massa, nada acontece por acaso. O fornecedor não faz nadagraciosamente, porque o lucro é fundamental para manter suas atividades. Issosignifica que atrás de uma proposta tentadora sempre está a possibilidade de umcontrato que colocará o fornecedor em vantagem.

Não existe aparelho de celular gratuito. O que existe é um programa defidelidade às operadoras, que dilui o custo dos aparelhos em um plano de dozemeses.

Não existem viagens gratuitas ou por preços irrisórios. Atrás dissosempre existem golpes, consistentes na cobrança de despesas acessórias,obrigando, por exemplo, o consumidor a contrair todas as refeições no hotel apreço de ouro, ou mesmo na precária prestação do serviço, em condiçõesinferiores àquelas contratadas. Não existe fórmula mágica. Os preços das viagensnão costumam variar substancialmente de operadora para operadora. Se o preço forirrisório, desconfie.

Não existem casas de campo gratuitas. Muitas incorporadoras costumam“sortear” lotes, a fim de que os sorteados dividam com o incorporador asdespesas de infra-estrutura, como asfaltamento, iluminação, rede de água,construção de áreas de lazer, etc.. Isso faz com que o sortudo tenha que pagar,além das despesas de manutenção do loteamento, despesas de rateios extras, quechegam a superar os mil reais, por vezes.

Prática semelhante envolve o sorteio de títulos de clubes de campo,jazigos em cemitérios, fazendo com que os sorteados paguem muito mais do que amensalidade de manutenção anunciada.

Não existem cursos de inglês ou de informática gratuitos. Geralmente asempresas cobram caro pelo material didático e proíbem que algum aluno queobtenha o mesmo material por meio de um amigo freqüente o curso gratuitamente.Vale dizer, o preço do curso está embutido no custo do materialdidático.

Ninguém, por mais inteligente que seja, terá inglês fluente em cincodias. Esse tipo de promessa, impossível de ser cumprida, também deve acarretar adesconfiança do consumidor.

Promessas de emprego fácil, mediante pagamento de certo valor, geralmentepara cobrir despesas administrativas, também costumam ser chamariz de golpes.Pessoas desempregadas costumam ser atraídas para arapucas, em razão do seudesespero na busca de emprego.

Empresas que prometem emprego fácil não são dignas decredibilidade.

Não existem fórmulas milagrosas de emagrecimento. Métodos rápidos deemagrecimento geralmente comprometem a saúde dos consumidores e não devem seradotados. A forma saudável de emagrecer leva em conta a combinação de uma dietade baixas calorias com exercícios físicos. Não existe milagre!

Os golpistas geralmente gostam de atrair idosos, em virtude deles seremmais facilmente enganados, por acreditarem na boa-fé das pessoas. Aposentadoshabitualmente são compelidos a assinar documentos que, posteriormente, serãousados em golpes, comprometendo-lhes o recebimento da pensão mensal. Todocuidado é pouco com a aquisição de empréstimo, ou de produtos, mediante odesconto na aposentadoria.

Muitos golpistas valem-se desse expediente.

Os golpes atingem todos os ramos do mercado de consumo e não serestringem a ele. Muitos prometem agilizar o processo para a obtenção deaposentadoria, que vão “quebrar” as multas dos consumidores, que irão aprová-losem concursos, etc.. Enfim, as propostas são as mais variadas, sempre em prejuízodos consumidores.

Propostas tentadoras costumam atrair o consumidor para arapucas.Desconfiar e tomar cautela é sempre o melhor caminho.

REFERÊNCIA BIOGRÁFICA


 

ARTHUR ROLLO:  Advogado especialista em Direito do Consumidor.

Arthur Rollo


Nenhum comentário.

Seja o primeiro a comentar.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *